Tuesday, April 04, 2006

Mais Bukowski!

Um longo tempo sem escrever é um bom sinal de que as coisas estão caminhando de forma estranha!
Se não escrevo leio, se escrevo não leio, se não faço os dois: toco. Mas percebi que a maior parte do tempo assisto, e assisto muito. Assisto o tempo todo imagens que me marcam de diversas formas, acho que quando descobri a imagem, descobri um novo sentido na vida.
Mas acabei abandonando o som! O som é justamente aquele que ficou ao meu lado o tempo todo na minha formação como cidadão de um quarto no qual eu mesmo habitava!
tem um filme que quero ver muito chamado, Barfly. Esse filme é baseado em um livro do grande Bukowski chamado, Hollywood. Mickey Rourke (aquele do 9 e Meia Semanas de Amor e do grande Coração Satânico do grande Alan Parker) é o ator principal desse filme. Segundo o próprio ator, quado estava fazendo laboratório para atuar no filme, disse que a casa de Henry Bukowski era inteirinha arrumada, mas quando o mesmo entrou no quarto onde Bukowski escrevia e lia, era uma sensação de estar dentro de uma privada cheia de merda!
Não estou fazendo uma comparação, apenas contando uma pequena história sobre um cara desapegado da matéria! é bem provável que Bukowski apenas utiliza-se o quarto e o resto da casa não tinha importância. Mais tarde assistindo ao filme Crônica de Um Amor Louco do italiano Marco Ferreri (o mesmo diretor do fantástico A Comilança), há uma cena onde Ben Gazarra (ele fez o Dogville) é Bukowski no filme, e o mesmo não deixa de beijar uma mulher linda pra continuar escrevendo, após ler a biografia do autor, o mesmo estava chocado com a cena e disse que jamais deixaria uma mulher como aquela presente na tela grande pra continuar escrevendo(ele mesmo se dizia uma péssimo escritor).
Bom, juntando essas pequenas curiosidades sobre Henry Charles Bukowski Jr., percebi que viver como o mesmo é algo terrível, prefiro lê-lo, mas continuo tentando e sinto que aos poucos estou querendo estar mais perto de Garcia Márquez, acho que agora tentarei ser um cidadão de Macondo!
Garcia Márquez disse que não realizou seu grande sonho de ser cineasta, então se tornou escritor por sorte de todos nós!
Acho que o mesmo vai acontecer comigo, não sei mais com tempo passando as imagens e a letras vão se juntando em um emaranhado de idéias que me surgem contastantemente, mas que muitas vezes se travam na ligação que as idéias tentam correr até as minhas mãos.
Espero continuar buscando e organizar isso tudo, preciso estar mais perto disso...vou lutando!
Acho que fechei um ciclo Bukowskiniano, acho que será difícil ler um outro escritor e olhá-lo na prateleira e pensar:
"- Henry, me desculpe...mas acho que Garcia Márquez precisa de um pouco da minha atenção!"
Espero ter um por do sol ao lado da mulher mais linda da cidade que só meus olhos possam enxergar, esses olhos que foram treinados por Bukowski...vou sentir sua falta, mas prometo não te abandonar!

3 Comments:

Blogger A única mulher said...

a única abandonada.
aqui está.
acompanha.
em momentos distantes ela relia.não lia.relia o que havia escrito.ele abandou?
ela é única.quando é único não tem como abandonar.

sobre sua separação.
São sempre dolorosas.
Mas quando há uma troca a dor é menor.
Grande troca.Garcia? queria ser cineasta?
e você?

05 April, 2006 16:30  
Anonymous Sr. Brest said...

Sera que é uma troca? Ou vc esta começando a conhecer o universo de outro grande escritor, apenas? Daí vc vai ver ... vai acabar aparecendo Borges, Cortazar, os Beats .... Tanta gente, o bom é não parar de conhecer nunca!

06 April, 2006 14:06  
Blogger A única mulher said...

a mulher anda dormindo com o beijo que recebeu na testa de um senhor.um moço.um poeta.um menino.perdido.calmo e inquieto com as palavras.
a moça anda pensativa.querendo abraços.querendo palavras. a moça não tá tão mulher esses dias.ta só.não ta procurando.ta achando que nada lhe quer, que ninguém lhe quer nada.
fechar ciclos faz parte.é interessante.renovação é uma palavra interessante.mudança, não abandono.renovar, você muda, e acrescenta.
cresce...
crescer com Garcia Marquez é crescer com classe.
durma bem meu bem.durma com um abraço apertado,daqueles que sentimos dentro,fora,dos lados,que aconchega,que descansa,que deixa os rostos pertos.todos os abraços terminam com rostos colados.

um abraço lento.

10 April, 2006 19:06  

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home