Wednesday, August 16, 2006

A Necessidade Para Que Os Meios Tenham Um Fim!

Querer e não poder é provavelmente a pior coisa q eu já senti em toda a minha vida. Estou extremamente angustiado com esse sentimento, caminho em busca de afeto e não consigo encontrá-lo, sinto falta de momentos mágicos, e a única coisa que penso no momento é apenas em fuga unida ao desespero.
Sei q a esquecerei, mais uma derrota engasgada, (como aquela na copa de 1982) estou naquele local e vários flashbacks passam pela minha mente.
Começo a odiar as coisas q mais amo na vida, não sei se é um sentimento criado pela minha mente ou se é literalmente algo q estou sentindo. Só devo confessar que nesse momento, sinto na pele muita coisa que acabei deixando para trás.
Cansei de escrever nesse espaço como um pequeno diário de auto-ajuda, provavelmente sou o único q insisto em ler essas linhas, ou alguns amigos perdidos que dão aquela força. À partir de agora falarei sobre cinema e nada mais, esse cinema do quel estive sempre muito próximo e nunca abandonei, nem o mesmo me abandonou.
Tentarei dizer sobre os filmes, assim como fez Truffaut, Bogdanovich, Glauber, Welles, Godard, Rivette, Chabrol, e etc. Enterro os sentimentos ruins e voltarei para a sala escura, para novamente ter um prazer vital, um êxtase que só esse companheiro (cinema) inseparável conseguiu me dar!
Estarei sempre aqui, exercitando a escrita, mas deixarei códigos, a auto-ajuda se sepulta, o q nasce é nada mais nada menos q uma simples reflexão mistificada por idéias não muito organizadas...minha cabeça.

1 Comments:

Blogger Fernanda said...

Não desista. A criação nasce no caos.

25 February, 2007 19:20  

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home