Friday, June 30, 2006

Luto Argentino

Não tenho palavras para mostrar minha tristeza nessa sexta feira!
Nunca esquecerei a minha primeira Copa do Mundo. Lembro muito bem de 1990, Copa da Itália, a seleção de Lazaroni, no ataque Careca e Muller (antigos companheiros do glorioso tricolor paulista), no banco de reservas tinhamos Romário e Bebeto (por coincidência o ataque q venceu 4 anos depois nos E.U.A.), foi a minha grnade experiência com o mundo do futebol. Meu primeiro álbum de figurinhas, não lembro de todos os jogadores, mas lembro de Taffarel, Mozer, Dunga, Alemão, Careca, Muller, Branco, Jorginho, Ricardo Rocha, e por incrível q pareça o camisa 10 era o deprimente Silas (tb jogador do glorioso tricampeão mundial de clubes, SPFC).
Lembro da primeira fase horrenda (2 à 1 na Suécia, 1 à 0 na Escócia e 1 à 0 na Costa Rica), mas nunca me esqueço de que o próximo adversário era a eternamente temível Argentina. Sim, a seleção atual campeã do mundo (México quatro anos antes), e q estava ali para acabar com a esperança do tetra. Maradona, Cannigia, Balbo, Goycochea e etc, vieram com tudo, o jogo foi uma merda do começo ao fim, mas em uma jogada sensacional de Maradona q tocou para Cannigia, o mesmo driblou Taffarel e tocou para as redes. Sim, estávamos eliminados e eu ainda um pequeno adimirador do futebol, tive a primeira decepção com a seleção canarinha.
Bom, se passaram vários anos e vi duelos inesquecíveis entre Brasil e Argentina, duelos entre o time do São Paulo e times argentinos (quem não se lembra em 1992, o goleiro Zetti pegando o pênalti do atacante argentino do News Old Boys, e o São Paulo do eterno Telê se sagrando campeão da libertadores!). Nunca pensei q gostaria tanto de ver os argentinos ganhando uma partida como hj. Sempre fui aquele brasileiro idiota q quer ver os argentinos se fuderem, mas os livros e a política me mostraram q eles são foda, o cinema q o diga (História Oficial de Luis Puenzo, foi o único filme Latino Americano a ganhar um Oscar de filme estrangeiro!).
Foi realmente triste ver os hermanos perderem hj da seleção alemã, sendo q jogaram bem melhor. Seria lindo uma final Brasil e Argentina no palco europeu mostrando para o mundo um duelo entre o melhor futebol do mundo (tivemos a copa das confederações, q no fundo um campeonato pra boi dormir!)!
Foi triste mesmo, fiquei muito chateado com tudo isso, mas devo adimitir q o q me deixou mais triste foi a morte de Fabián Belinski (diretor de Nove Rainhas,2000 e El Aura,2005) justamente aqui em São Paulo.
Não se tratava de qualquer diretor de cinema e sim de um dos grandes nomes do cenário portenho e mundial da sétima arte, ao lado de Marcelo Pineyro (Cinzas do Paraíso, Plata Quemada e Kanchacha) e Lucrécia Martel (O Pantano e Menina Santa). Sua causa foi dada como natural devido à um ataque cardíaco...sinto dizer mas hj choro em consideração aos argentinos, em silêncio deixo vcs com essas duas tragédias no mesmo dia...

0 Comments:

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home